Made in Japan Restaurantes Japoneses Hashitag Henshin Mangás JBC AkibaSpace BMA

Uma longa jornada dedicada ao esporte que ainda não terminou

Hugo Revista 06
O tênis de mesa é o que fez e ainda faz uma grande parte da minha vida e, mesmo após 37 anos de carreira, ainda tenho muitos planos adiante.

Tudo o que conquistei, eu devo aos laços familiares, aos meus pais e principalmente aos meus avós que vieram para o Brasil e lutaram por uma vida melhor num lugar desconhecido, mas sempre preservando as suas raízes e valores, a humildade, o esforço, o amor e o carinho.

A minha avó, a dona Kanako dizia que naquela época a escolha do alimento era simplesmente “o que você plantava você colhia e comia e nada mais”. Por não terem condições e acesso para comprar comidas como hoje, preparar algo especial ou tradicional era impossível. Mesmo assim, eram gratos por tudo! Com o passar do tempo, as coisas foram melhorando e, em ocasiões especiais, tínhamos à mesa alguns pratos tradicionais como o osekihan, futomaki e outros.

Lembro com carinho do osekihan da minha avó, pois, mesmo quando não havia nenhuma festa ou comemoração, ela fazia a sua especialidade só para mim. Tinha esse privilégio antes de embarcar para as competições ou quando retornava para casa.

Hoje, aos 44 anos, sou técnico da Seleção Brasileira feminina e fundador do Instituto Hugo Hoyama. Vou plantando novas sementes para promover o tênis de mesa, criar oportunidades aos futuros praticantes e contribuir com a formação educacional visando à disciplina do esporte e à qualidade de vida para que cada um conquiste seus próprios sonhos.

Reflito assim que desta minha longa jornada, com todos os obstáculos do caminho, sinto uma imensa gratidão por todas as oportunidades, conquistas e realizações. Nessa trajetória, também pude colher muitas amizades que me apoiaram e acreditaram durante todos estes anos. Sinto como se estivesse colhendo tudo o que foi plantado nestes anos todos, como me ensinou lá atrás a dona Kanako.

Hugo Hoyama é técnico da Seleção Brasileira feminina de tênis de mesa. Participou de sete edições dos Jogos Pan-Americanos, seis Olimpíadas e vários outros torneios nacionais e internacionais. Desde 2012, promove projetos pelo Instituto Hugo Hoyama para formação de novos esportistas e para promover a inclusão social, a cidadania e a orientação educacional.