Editora JBC Made in Japan Hashitag Mangás JBC AkibaSpace BMA

Restaurante Momotaro

momotaro-sushi-full
Temarizushi maguro shigue fotos: Rafael Salvador

momotaro-fachada-m
Se vista da rua a casa já aparenta descontração – uma enorme caixa vazada de madeira com o símbolo de um tomate – a criatividade do chef-proprietário Adriano Kanashiro não irá decepcionar as expectativas de quem entrar no restaurante esperando se divertir com os sabores de sua culinária japonesa contemporânea.

momotaro-berinjela-m
Já na entrada, os mais de 40 rótulos de saquês complexos, licores e espumantes indicam a vocação do estabelecimento como um izakaya, com a missão de difundir a cultura milenar do saquê aos brasileiros apresentando as diferenças entre um e outro. E apesar dos botecos japoneses não oferecerem sushi nem sashimi, o espírito de izakaya existe na informalidade do cardápio com pratos para compartilhar e no atendimento acolhedor, que confere ao lugar um clima des- contraído para amigos se encontrarem depois do trabalho.

momotaro-adega-m
A completa adega de saquês
“O Momotaro é diferente do estilo dos restaurantes japoneses que existem no mercado. A culinária é inusitada, engraçada, colorida”, afirma Adriano. As mãos habilidosas do sushiman brincam com os formatos e cores dos ingredientes, que rapidamente se transformam em criações incrementadas como o temarizushi maguro shigue – sushi em forma de bolinha com atum, ovas de capelim, ciboulette e nori com farofa crocante de wasabi e gergelim.

Para os que não apreciam peixe cru, a casa oferece pratos quentes variados como o natsu to hotate (beringela e vieiras grelhadas com molho teriyaki trufado), ebiten spicy (camarão empanado com molho cremoso e levemente apimentado), kinoko tempurá (fritura de mix de cogumelos japoneses) e yakiniku (filet mignon grelhado, cebola com molho teriyaki com mostarda). O menu incluiu também uma interessante seção de saladas elaboradas, coisa que Adriano sempre sentiu falta na culinária japonesa.

Momotaro é o nome de uma famosa lenda japonesa de um menino que nasceu dentro de um pêssego. Mas o nome do restaurante foi mesmo inspirado no tomate japonês Momotaro, uma espécie híbrida da fruta que apresenta menos acidez, que aparece em saladas, sushis e até em uma das sobremesas criadas por Kanashiro.

Confira o perfil do chef Adriano Kanashiro