Made in Japan Restaurantes Japoneses Hashitag Henshin Mangás JBC AkibaSpace BMA

Produtos importados e comidas únicas para o Festival do Japão

Echizen Soba, de Fukui

Echizen Soba, de Fukui Foto: Rafael Salvador/ Hashitag

No Festival do Japão em São Paulo, a praça de alimentação é a área mais movimentada. Não é à toa que as comidas são tão concorridas. No total, são mais de 50 barracas que apresentam as delícias da culinária oriental e algumas delas você só encontra no festival ou em eventos da associação.

Tem prato que é vendido somente festival e em mais lugar nenhum. Outros, levam ingredientes e temperos importados, escolhidos especialmente para serem vendidos no evento. Veja, a seguir, alguns exemplos de comidas únicas, que só tem nessa grande festa da cultura japonesa, promovida em São Paulo.

Macarrão importado

A voluntária Teiko Ishizu, de 80 anos, participa desde as primeiras edições do festival. Ela ajuda na barraca da província de Fukui, onde todo ano tem Echizen sobá.

O ensopado é feito com macarrão sobá que é importado do Japão e é finalizado com cebolinha e tempurá. Esse prato é feito pelos associados somente uma vez ao ano, no Festival do Japão, e na equipe, quem ajuda são os ex-bolsistas que participaram de programas de intercâmbio na província.

Voluntários da associação de Kagawa

Voluntários da associação de Kagawa Foto: Rafael Salvador

No estande de Kagawa, outro macarrão, também importado, é o destaque: o Sanuki udon. Durante o festival, são vendidas duas variações do macarrão, uma com tofu frito (kitsune udon) e outra com tempurá de camarão. A preparação dos ingredientes começa bem antes, com os jovens que se reúnem para limpar o camarão, trazido da Bahia, e para deixar tudo organizado na semana que antecede os três dias de evento.

Sanuki udon é típico da província de Kagawa

Sanuki udon é típico da província de Kagawa Foto: Rafael Salvador

O caldo é servido bem quente e é feito com shiitake, shoyu e temperos importados do Japão. Como acompanhamentos do macarrão, também são acrescentados alga kombu, narutomaki (massa de peixe), cebolinha e tenkasu (flocos de massa de tempurá).

Para manter as atividades ao longo do ano, a associação também promove em sua sede outros eventos, como festivais que envolvem todos na produção.

Só no festival

O taruto é um tipo de rocambole recheado com doce de feijão azuki. É o doce típico da cidade de Matsuyama, capital da província de Ehime. É tão simbólico que é um ótimo miyaguegashi (doce dado de presente como souvenir) para quem visita a província.

O nome taruto vem de “torta” e é um doce de influência portuguesa, adaptado ao paladar dos japoneses durante o período Edo. Esse doce só pode ser encontrado no Japão e é reproduzido aqui no Brasil pela associação da província de Ehime especialmente para o Festival do Japão.

Foto: Karin Kimura

Taruto é um doce típico de Ehime

Veja mais fotos das comidas do Festival do Japão

Saiba mais sobre a comida regional no Festival do Japão