Made in Japan Restaurantes Japoneses Hashitag Henshin Mangás JBC AkibaSpace BMA

Perigo da alergia

A alergia alimentar é um tema tratado por entidades especializadas como uma questão de saúde emergente. Caso não seja tratada com atenção e rapidez, há casos que podem ser fatais.

Eu tenho alergia a siri, polvo, lula, lagosta e camarão – em ordem crescente de perigo. A descoberta de uma alergia é geralmente de forma empírica. Entre os sintomas, estão coceira, manchas na pele, vômito, inchaços etc. No meu caso, foi com bobó de camarão na infância. Alguns minutos depois, a sensação de coceira na garganta. Sorte que uma prima médica logo percebeu a situação. Tomei o remédio e nunca mais comi camarão – nem lembro o gosto.

A culinária asiática tem muitas ameaças para mim. Sempre preciso ler atentamente o menu e, se possível, confirmar com o chef. Para o chanpon chinês, preciso pedir para retirar os frutos do mar e ainda que seja preparado em panela diferente. Se for comer o sundubu coreano, peço o de carne de porco. Lamento não poder comer takoyaki, um bolinho de polvo. Mesmo que tenha me provocado coceira intensa, achei muito bom.

Geralmente carrego o antialérgico; na falta deste, peço para uma pessoa de confiança (e não alérgica) experimentar antes. Felizmente, não sou alérgico a nenhum tipo de peixe.

Há testes para identificar alergias que são feitos em ambiente controlado e sob supervisão de um médico. No dia a dia, ao surgir algum sintoma, o melhor é ir rapidamente ao hospital.

henriqueminatogawa-ok
HENRIQUE MINATOGAWA

Instagram: @nikkofotografia
Mais posts de Henrique Minatogawa, clique aqui.