Made in Japan Restaurantes Japoneses Hashitag Henshin Mangás JBC AkibaSpace BMA

Izakaya Issa, para comer e relaxar

izakaya_issa2
Fotos: Henrique Minatogawa
No Japão, existe o costume de passar em um izakaya antes de ir para casa; comer um petisco e beber um pouco para aliviar o estresse do dia de trabalho.

Os izakayas geralmente são administrados por famílias; se não por laços sanguíneos, por afinidade. É muito comum o estabelecimento de vínculos de clientela tão fortes que ambos os lados do balcão já se tratam pelo nome e sabem, com discrição, um da vida do outro.

O ambiente torna-se leve e verdadeiramente descontraído, bom para ir em casal, em grupo e mesmo sozinho. Um lugar incomum, perante o atendimento automático, padronizado e gerundista que encontramos por aí.

Outro aspecto, tão raro quanto positivo, é que frequentemente o proprietário está presente. Faz diferença saber que ali está alguém que sabe o que está acontecendo, que garante o bom atendimento.

As garrafas deixadas pelos clientes representam muito bem essa confiança mútua. Quando alguém não termina de consumir uma garrafa de sake, whisky ou shochu, por exemplo, ela é etiquetada com o nome da pessoa e guardada na estante para a próxima visita.

Comida diferente

Tudo isso pode ser constatado em pouco minutos no Izakaya Issa, localizado no bairro da Liberdade, em São Paulo.

O menu é composto por porções e pratos rápidos. Em sua maioria, também fáceis de serem compartilhados, especialmente se estiver no balcão, que conta com 12 lugares. Três mesas com tatami e uma mesa para grupos maiores completam o espaço.

Entre os pratos, há aqueles que dificilmente aparecem nas opções dos restaurantes convencionais. A sensação é de pratos realmente caseiros (de casas com ascendência japonesa, pelo menos). É possível observar o preparo feito atrás do balcão ou na pequena e animada cozinha um pouco mais ao fundo.

É bom deixar um parágrafo para a seguinte informação: sushi e sashimi não são servidos.

Guia: o que comer

Agora, algumas recomendações para experimentar.

izakaya_nirareba
Lebanira itame
izakaya_butaniku
Shogayaki
izakaua_issa
Kama age udon

  • Takoyaki é o já conhecido bolinho de polvo.
  • Okonomiyaki é a chamada “panqueca japonesa”, que mistura verduras, carne e camarão, coberto com peixe ralado; é preparado ao estilo Kansai, ou seja, não contém macarrão. Ambos são típicos de festivais japoneses e muito bem aceitos pelo paladar ocidental.
  • Kakuni é costela cozida de porco (muito macia) com nabo em um caldo saboroso. A dica é tomar esse caldo com arroz.
  • Wakadori é uma porção de frango frito, seco e crocante por fora, macio por dentro. Neste caso, cerveja é o melhor acompanhamento.
  • Falando em bebida, o ambiente é propício para experimentar sake e shochu, mas há também opções não japonesas. Ainda, não tem problema pedir água, chá ou outra bebida não alcoólica.

Para este especial, d. Margarida Haraguchi, comandante do Issa, também selecionou alguns pratos.

  • Shogayaki é carne de porco grelhada com molho de gengibre. Outra boa pedida para agradar o paladar ocidental.
  • Kama age udon chama atenção logo na apresentação. É macarrão grosso servido quente para ser consumido após um mergulho no molho.
  • Finalmente, o lebanira itame, refogado de nirá (tipo de cebolinha) com pedaços de fígado.

Mais sobre Margarida Haraguchi