Made in Japan Restaurantes Japoneses Hashitag Henshin Mangás JBC AkibaSpace BMA

Kenzo Sushi, a boa surpresa na Liberdade

Fachada e interior bem executados, com madeira clara, pela Marcenaria Yamagata Rafael Salvador

Difícil de acreditar, mas trata-se do primeiro sushi-ya da Liberdade, o bairro oriental de São Paulo onde se concentram dezenas de restaurantes japoneses. É claro que há sushi na maioria dessas casas, mas ele é apenas mais um item misturado aos teishokus, yakissobas ou lámens do cardápio. Em geral, os sushis dos restaurantes japoneses parecem genéricos, só para constar. O Kenzo Sushi é pioneiro como casa só de sushis no bairro, e já abre com uma missão: oferecer um sushi de excelência. Nós avaliamos como um dos melhores sushis da cidade e com um custo-benefício muito em conta.

A iniciativa coube a Takashi Okuno, cujo hobby é a pesca. Okuno montou um time de jovens sushi shokunin (artesãos do sushi) para comandar o balcão e as filhas no salão para receber os clientes. A política da casa é clara: só entra peixe fresco, escolhido pelo senhor Okuno, todas as manhãs, no Mercado Municipal. No dia de nosso editorial, por exemplo, o senhor Okuno voltava do mercado acompanhado de sua filha Cíntia trazendo os peixes do dia, entre os quasi se incluía um belo pedaço de serra (katsuo), um peixe da estação.

Combo Matsu com 14 peças Rafael Salvador


A parte mais importante do sushi é o shari (arroz temperado para sushi). A casa usa o arroz Koshihikari, da Tamaki Gold. Grãos curtos e qualificação máxima no Japão. Nota-se o brilho da umidade quando ele é esparramado na bacia hanguiri. O uso do vinagre Mitsukan faz toda a diferença no tempero. Por ser tudo tão precioso, o bolinho é moldado com muita leveza, pressão na medida exata, para que os grãos se espalhem na boca, liberando o aroma do excelente tempero. Por este raciocínio, os peixes incrivelmente são apenas coadjuvantes, embora mais vistosos.

O chef Hiromitsu Konno preparou o combo Matsu composto por 14 peças e mais três pedaços de hossomaki de atum. Mas pedir as peças no balcão, em sequência, é mais divertido porque parece um ritual interativo.

O trio de sushi chefs do dia, tendo ao centro Hiromitsu Konno, e à esquerda Taiki Miyakawa e à direita Hiroaki Okabe, exibindo orgulhosos o shari Rafael Salvador


Há outras opções interessantes no enxuto cardápio. O tirashizushi, também com 14 peças de peixes, frutos do mar e ovas sobre uma cama de shari, é bastante atraente.

Ah, quem é Kenzo? É o netinho do senhor Okuno, de 13 anos. Ele dá “expediente” nos finais de semana e é o mascotinho da casa.

KENZO SUSHI

Onde: Rua Thomaz Gonzaga, 45F – Liberdade, São Paulo-SP
Telefone: (11) 3132-3777

jotakahashi
Jo Takahashi foi consultor de arte e cultura na Japan Foundation, onde atuou por 25 anos como administrador cultural. Agora, migra essa experiência para a sua produtora independente, a Dô Cultural, que propõe um conceito design de formatar e desenvolver o projeto cultural.Acesse o JojoScope neste link