Made in Japan Restaurantes Japoneses Hashitag Henshin Mangás JBC AkibaSpace BMA

Guinnan, semente de ginkgo biloba

GINNAN_0004
Guinnan, a semente de ginkgo biloba Foto: Henrique Minatogawa

O nome “guinnan” talvez não seja tão conhecido. Ginkgo biloba, este, sim, todos já ouvimos falar. Guinnan é a semente de ginkgo biloba, usada na alimentação e também com fins medicinais.

“A Ginkgo biloba é uma planta utilizada há muito tempo pela medicina chinesa, encontrada comercialmente na forma de chá e extrato seco em cápsulas ou comprimidos. Entre seus efeitos, destaca-se o poder antioxidante, devido ao teor de flavonóides glicosídeos.
É utilizada na prevenção de problemas de memória e de doenças neurológicas como Mal de Alzheimer e demência”, explica a nutricionista Letícia Saito.

Na culinária, a guinnan é muito utilizada como ingrediente no chawanmushi (tipo de pudim salgado cozido no vapor). Outra utilização recorrente é em pratos que levam arroz, como o chazuke, maze gohan e similares.

Outra opção é comer a guinnan como um petisco. Para isso, basta grelhar em uma frigideira com um pouco de óleo ou azeite; em seguida, descascar e adicionar uma pitada de sal, sempre mexendo as sementes.

Aviso: a semente tem odor relativamente forte ao natural.

Com notável potencial medicinal, o consumo da guinnan deve ser feito com atenção e moderação. “Seu uso deve ser sempre acompanhado por um profissional da saúde, pois seu benefício ainda não é claramente estabelecido na literatura científica, e o uso indiscriminado pode trazer malefícios, principalmente se o indivíduo estiver utilizando medicamentos em conjunto”, avalia Letícia.

Receita de chawanmushi