Made in Japan Restaurantes Japoneses Hashitag Henshin Mangás JBC AkibaSpace BMA

Frango frito

Kpopchicken_04
Opções de molho: barbecue, cheddar, maionese da casa, blue cheese, mostarda com mel e aioli Fotos: Henrique Minatogawa
No Brasil, o consumo de frango não é novidade. O frango assado é amplamente apreciado, enquanto o quase pleonástico frango a passarinho também marca presença nas mesas nacionais.

O frango frito estilo coreano faz parte do grupo de comidas chamadas “fusion”, ou seja, pratos inspirados em outras culturas que receberam elementos locais.

Na Coreia, assim como no Japão, existe o hábito de, ao sair do trabalho, passar em algum lugar para comer um petisco antes de ir para casa (leia na pág. 12). Um dos pratos favoritos para tal ocasião é o frango frito.

Farinha especial

A característica mais notável no frango frito coreano é a sua casca crocante que, além de saborosa, mantém a carne suculenta por impedir a perda de líquido.

“Os frangos mais comuns no Brasil não são empanados. São temperados e depois fritos diretamente no óleo”, explica Renato Dianese, chef executivo do Kpop Chicken, em São Paulo. “Outra diferença é o tipo da farinha, desenvolvida especificamente para frango frito. Essa farinha não é usada para outra coisa. Diferente da farinha de trigo brasileira, que é usada para bolo, torta e outros”, completa.

A farinha utilizada no restaurante é importada da Coreia. Em sua composição, há 18 ingredientes; entre eles, farinha de trigo, amido de milho, alho em pó e açafrão. A base do tempero do frango leva mais seis ingredientes.

Já o frango propriamente dito é brasileiro, vindo de Maringá. “Nossa intenção é sempre trabalhar com produtos frescos para manter a qualidade. Todas as nossas entregas são diárias, tanto de carnes como de hortifruti”, afirma Dianese.

“Nossa intenção é trabalhar com um frango de até 1,3 kg. Dessa forma, a carne é mais macia para nosso consumo. Aqui, optamos por trabalhar com frango desossado, exceto as asinhas. Peito, coxa e sobrecoxa desossada, e asinhas com osso”, explica.

Coma com a mão

Kpopchicken_11
O finger nap é uma das novidades importadas
As fritadeiras também foram importadas da Coreia. Como diferenciais, contam com maior capacidade de comportar óleo e um dispositivo que impede a oxidação.

Outra novidade vinda da Terra da Manhã Calma é o finger nap. Trata-se de um acessório feito de plástico texturizado que se encaixa nos dedos indicador e polegar para pegar os pedaços de frango.

“Aqui no Brasil, observamos que as pessoas têm aversão a comer com a mão. Vimos que as pessoas comiam o frango frito com garfo e faca. O que queremos é que as pessoas comam com a mão”, diz Dianese. Completando essa ideia, em cada mesa há um rolo de papel-toalha, ao invés de guardanapos convencionais.

Adaptações

Kpopchicken_01
A decoração foi inspirada em paisagens de várias cidades do mundo
Ao contrário do que muitos clientes imaginam quando vão ao Kpop Chicken, o restaurante não é franquia de uma marca coreana. Os proprietários compraram royalties de uma empresa coreana, que ensinou o preparo do frango.

“Para trazer ao Brasil, resolvemos mudar algumas coisas, pois pensamos que o frango frito em si não conseguiria entrar no mercado. Assim, fizemos uma adaptação para o paladar brasileiro”, conta o chef.

A principal mudança está relacionada à pimenta, muito associada à culinária coreana. No Kpop Chicken, ela é servida separadamente para que cada consumidor decida a quantidade adequada ao seu gosto.

Os proprietários da marca Kpop Chicken planejam abrir franquias, considerando o restaurante em operação uma loja-piloto. Em breve, uma nova unidade tem previsão de inauguração em Osasco, na Grande São Paulo.

Kpop Chicken

Onde: Rua Loefgreen, 1278. Próximo à estação Santa Cruz do Metrô, São Paulo-SP

BBQ Chicken

Onde: Rua Vergueiro, 2177. Próximo à estação Ana Rosa do Metrô, São Paulo-SP