Made in Japan Restaurantes Japoneses Hashitag Henshin Mangás JBC Ink Comics AkibaSpace BMA

Da maternidade, uma nova carreira

Evelyne Ofugi Andreia Fernandes

“A Bentô Kids surgiu em 2010, quando pedi demissão dos meus dois trabalhos para ter tempo de cuidar do meu filho depois que ele nascesse. Em 2011, quando o Enzo nasceu, comecei a fazer vídeos e fotos com dicas às mães sobre como alimentar seus filhos de forma descontraída e divertida. Foram surgindo ofertas para ministrar cursos em vários lugares. Foi aí que registrei o CNPJ e a marca”, explica Evelyne Ofugi, 34 anos, proprietária da Bentô Kids, de Brasília-DF, mãe de Enzo, 6.

A Bentô Kids é uma empresa especializada em alimentação saudável para crianças. Atualmente, administra uma cantina que serve refeições no local e também fornece para redes de escolas de Brasília. Além de ministrar cursos e workshops, Evelyne tem um livro publicado, “Alegria na Cozinha: Lanches Divertidos” (Editora Senac-DF) e um outro livro em produção.

‘Testes infinitos’

Formada em Biologia, Evelyne iniciou seu caminho na gastronomia com a mãe, com pratos das culinárias japonesa, francesa e também regionais, como goiana e mineira. Depois, fez diversos cursos e complementou seus estudos por conta própria por meio de vídeos, livros e “testes infinitos em casa”.

Lancheira do Enzo Andreia Fernandes

No início, Evelyne enfrentou as dificuldades que a maioria dos empreendedores iniciantes encontram no Brasil. “Falta de conhecimento, falta de dinheiro. Certamente a falta de informação sobre como seguir em frente, lidar com administração, finanças, organização, ou seja, tudo para que alguém que pensa em algo legal e criativo consiga seguir com sua ideia de modo rentável. No Brasil, tudo é muito burocrático, o que torna algo simples uma coisa trabalhosa e demorada”, aponta.

Conforme a demanda por seus cursos aumentava, Evelyne percebeu que o negócio prosperaria. “O boca a boca das mães foi realmente muito bom. Os primeiros cursos, em 2011, deram uma média de seis participantes cada. Em 2012, esse número cresceu para, no mínimo, 10. Tinha salas com mais de 20 alunas. Foi aí que percebi que era uma necessidade não só minha, mas de toda mãe de primeira viagem, segunda, terceira.”

A rotina de Evelyne começa às 05:00 e vai até 00:00. “Sem empregada e sem babá”, destaca. Ela acompanha pessoalmente as etapas de produção das refeições, além de cuidar de tarefas administrativas. A parte da manhã é reservada especialmente para acompanhar o filho nas atividades extras, como tênis, judô e equitação. “Faço questão de levar e assistir. Esse horário é sagrado”. Durante esse tempo, caso necessário, celular e notebook ajudam a resolver emergências.

O marido e a família de Evelyne ajudam na criação de Enzo. “Graças a Deus, eles apoiam minhas loucuras! Estamos em sintonia”, celebra. O marido prepara o café da manhã todos os dias, e se revezam no transporte casa-escola e na atenção aos deveres escolares.

Estar presente

O fato de ser empreendedora muda algo na forma de educar um filho? “A forma de educar faz parte da nossa educação, da nossa essência e o quanto estamos dispostos a estar presentes e o quanto depositamos de energia para isso. Afinal de contas, não é fácil. Mesmo que seja prazeroso e a melhor coisa que já aconteceu na minha vida, é extremamente cansativo. Pode ser que o simples fato de eu seguir o meu coração e não seguir uma profissão tradicional faça com que a educação do meu filho seja diferente. Sempre incentivo a criança a ser criança, a ter sonhos, a nunca deixar alguém dizer que ele é incapaz. Ele sabe que não precisa de notas altas, ser o melhor da classe, nem passar em concurso, vestibular na melhor posição. O crescimento e a felicidade dele devem ser aprimorados e nunca ceifados”, afirma.

Evelyne Ofugi, da Bentô Kids Andreia Fernandes

Para quem tem filhos pequenos e quer empreender, Evelyne destaca a importância de estudo e um pouco de cautela. “Faça uma análise de mercado, se já existe e é viável aquilo que você propõe. Estude o concorrente. Avalie suas vantagens e dificuldades. Faça um teste prático com algumas pessoas, conhecidas ou não. Comece aos poucos. Devemos lembrar que crianças pequenas demandam muito do nosso tempo. Se adoecerem, como fazer? Abandonar o cliente e atrasar o serviço não fazem parte de um negócio próspero. Planejamento, testes e prática são fundamentais, além de escutar sempre. Críticas boas ou ruins são sempre válidas, e as ruins engrandecem. Temos sempre que aceitar, internalizar e mudar. A mulher que tem filho pequeno jamais deve descontar o stress na criança.

É preciso organizar seu tempo quando não estiver com o filho e saber que as coisas não acontecem do dia para a noite”, finaliza.

Saiba mais: facebook.com/bentokidsbrasilia