Editora JBC Made in Japan Hashitag Mangás JBC AkibaSpace BMA

Churrasco japonês

yakiniku 1
De terça a sexta, das 18h às 23h; sábado, das 12h às 15h e das 18h às 23h e domingo, das 12h às 15h
O churrasco é o principal concorrente da feijoada como prato nacional do Brasil. Especialistas em culinária japonesa gostam de dizer que existem mais restaurantes japoneses que churrascarias no país.

O yakiniku, então, seria parte de uma intersecção alimentar “Brasil Japão”, tanto que é chamado de “churrasco japonês”.

yakiniku 4
Os ingredientes são servidos crus para serem grelhados na hora

Tem carne na grelha

yakiniku 7
De acordo com o chef, 30 a 40 segundos são suficientes para grelhar um lado da carne

Basicamente, boa parte da graça de comer yakiniku é o preparo. Além de carnes, legumes e frutos do mar também são opções.

Os ingredientes são servidos crus ou pré-cozidos (no caso de peixes) e finalizados na grelha instalada na mesa do cliente. A partir desse momento, cada um fica responsável pelo preparo do seu pedaço. Depois, é só escolher o molho e comer.

O sistema é muito comum no Japão, mas ainda novo no Brasil. “Muita gente ainda estranha. Assim como aconteceu quando o sashimi e o sushi chegaram, todo mundo estranhava. Então é só uma adaptação”, afirma Gustavo Sugawara, chef do restaurante Takasu 29, especializado em yakiniku.

Para ilustrar a tese, Gustavo contou uma história que aconteceu pouco depois da inauguração da casa. “O cliente quase comeu a carne crua. O sashimi é cru, daí ele viu a carne e já ia comer. O garçom viu e rapidamente ensinou a maneira certa de comer”.

Ponto certo

yakiniku 8
No restaurante também há opções para vegetarianos

De acordo com o chef, depois de 30 a 40 segundos na chapa, já pode trocar o lado da carne sobre a grelha e comer. Outra dica é não lotar a grelha com os ingredientes, deixando apenas os itens a serem consumidos imediatamente.

A atenção necessária para não passar do ponto resulta em um fato curioso observado por Gustavo. “Aqui, as pessoas não usam tanto o celular na mesa porque ficam atentas na comida. A refeição se transforma em um entretenimento, e as pessoas interagem mais umas com as outras”.

Para acompanhar a comida, o chef recomenda chá verde e, no caso de bebidas alcoólicas, cerveja e sake.

yakiniku 5
Além de carnes, há opções de legumes e cogumelos

Sem fumaça

yakiniku 2
A mesa conta com inédito sistema de exaustão

Um dos diferenciais do Takasu 29 é seu sistema de exaustão da fumaça resultante do preparo do yakiniku.

A fumaça é sugada por baixo da mesa, o que minimiza o contato com os consumidores. Gustavo conta que isso é comum no Japão, mas inédito no Brasil.

“O arquiteto e o engenheiro não acreditaram na nossa proposta. Ninguém queria construir esse sistema porque ninguém conhecia. Achamos alguém para fazer as mesas e, por último, a exaustão. Sem garantia. Se desse errado, a gente que iria arcar com o prejuízo. Quando ficou pronto, foi só rezar”, lembra.

“Nós acreditamos porque no Japão existe. De alguma maneira, ele funciona. Felizmente, tudo está funcionando perfeitamente”, celebra o chef.

Dia do 29

O nome do restaurante (Takasu 29) contém um goroawase (jogo de palavras em japonês que usa números). Em japonês, “29” pode ser lido “niku”, que significa “carne”. No Japão, os restaurantes de yakiniku costumam fazer promoções no dia 29 de cada mês – oficialmente, o Dia da Carne no país é 29 de agosto.