Editora JBC Made in Japan Hashitag Mangás JBC AkibaSpace BMA

Breve história do whisky japonês

whisky (3)
Fotos: Henrique Minatogawa
A história do whisky produzido no Japão começa em 1907, quando Shinjiro Torii, jovem empresário de Osaka, começou a produzir um tipo de vinho.

Consta que ele armazenou álcool utilizado na produção dentro de um barril de vinho – e esqueceu. Alguns anos depois, para descobrir o que era aquele líquido, ele provou e acabou percebendo os efeitos do envelhecimento na bebida.

Depois desse episódio, Torii propôs que sua empresa (agora chamada Kotobukiya) fabricasse whisky. A diretoria foi contra, alegando ser impossível fabricar whisky de verdade fora da Escócia ou Irlanda e que a construção de uma destilaria seria muito cara.

Mesmo assim, Torii pesquisou um local no Japão que reunisse as melhores condições ambientais para a fabricação do whisky. Em 1923, foi construída a destilaria Yamazaki nos arredores de Kyoto, cuja água pura foi considerada determinante para o êxito do projeto.

Para completar, Torii contratou Masataka Taketsuru, especialista em whisky que estudara na Escócia. Em 1929, a empresa lançou o primeiro whisky fabricado no Japão – já sob o nome Suntory.

Tatsushi Yoshida, presidente da Suntory Brasil, explica que todo o processo de produção é feito dentro das destilarias da Suntory. “[Os whiskies da marca] São armazenados em um tipo de carvalho japonês chamado Mizunara”, explica. “Combinam perfeitamente com a culinária japonesa. É um whisky gourmet”.

No Brasil

O mercado brasileiro conta com grande variedade de whiskies, de diversas origens. Entre os rótulos mais conhecidos, estão o escocês Johnnie Walker e o americano Jack Daniel’s.

Em 2013, a Suntory lançou no Brasil a sua linha. “O objetivo da Suntory é apresentar aos brasileiros a famosa categoria do whisky japonês, que já faz parte do menu de importantes cidades mundiais”, afirma Yoshida.

“Os consumidores dos whiskies premium da Suntory são pessoas que já consomem produtos premium ou que estão em busca de novidades. O Kakubin é adquirido pelos que desejam se aventurar no mundo do whisky japonês. E um ótimo custo-benefício para os que consomem diariamente”, avalia Yoshida.

‘Suntory time’

“For relaxing times, make it Suntory time” – é a fala interpretada pelo ator Bill Murray no filme “Encontros e Desencontros” (2003). O filme tornou o whisky da marca conhecido entre o público geral.

“Ficamos muito honrados em sermos escolhidos para fazer parte de um filme que ganhou vários prêmios, inclusive o Oscar de Roteiro Original em 2004. A Suntory não patrocinou o filme, porém, a repercussão e a exposição da nossa marca foram grandes”, conta Yoshida.

Na cena, aparece o whisky Hibiki 17 Anos, considerado o melhor do mundo em sua categoria em 2007, 2008, 2010, 2011 e 2012 no World Whisky Awards, dos EUA.

Em julho de 2013, o Hibiki 21 Anos recebeu o primeiro prêmio no International Spirits Challenge (ISC), do Reino Unido. Na mesma ocasião, a Suntory foi considerada a melhor destilaria pela terceira vez.

Com ou sem ‘e’?

Whisky se refere à bebida produzida na Escócia, Canadá e Japão, e também aos demais fabricantes que seguem a linha escocesa. Whiskey denomina a produção realizada ou inspirada na Irlanda e Estados Unidos.
Não se trata apenas de preferência gráfica ou fonética. Considerados os inventores da bebida, Escócia e Irlanda criaram padrões, e existem diferenças no processo de fabricação, tais como os grãos escolhidos como matéria-prima, tempo de envelhecimento e tipo de barril usado no armazenamento.