Made in Japan Restaurantes Japoneses Hashitag Henshin Mangás JBC Ink Comics AkibaSpace BMA

Perfil: Margarida Haraguchi, do Izakaya Issa

Margarida_Haraguchi
Quando a equipe de #Hashitag chegou ao Izakaya Issa, ainda não estava no horário de funcionamento. Dona Margarida Haraguchi ainda não havia chegado. Por precaução, uma das funcionárias telefonou para ela, a fim de confirmar a pauta naquele dia.

Dona Margarida não apenas confirmou, mas também rapidamente disse quais pratos deveriam ser preparados para a produção de fotos e deu outras instruções de rotina. Considerando a quantidade de condecorações de outros veículos especializados dadas ao Issa, um dia de pauta realmente deve ser rotina.

“Ela dá a mesma atenção a todo mundo. Altos executivos, celebridades, fregueses novos e antigos”, conta um dos sorrisos responsáveis pelo atendimento no balcão. “É por isso que é chamada de ‘mãezona’ por aqui”. Curioso que a entrevista foi pontuada por comentários espontâneos como esses vindos de toda a equipe do Issa.

“Para trabalhar aqui, não precisa de treinamento específico”, conta d. Margarida. “Aprende aqui mesmo; aprende fazendo”. De fato, em diversos momentos da conversa, ela ressaltou a vontade de transmitir seus conhecimentos para a nova geração. “Senão, tudo vai acabar um dia”.
A própria d. Margarida criou o cardápio do Issa, que iniciou suas atividades em dezembro de 2009. “Em um izakaya, servem-se tsumami (petiscos). Não tem sushi nem sashimi”, explica.

“Começou com takoyaki e okonomiyaki. Até hoje tem; não podem faltar. Gyoza e dashimaki também são muito pedidos”, enumera. Entre as bebidas, os campeões são shochu e sake. Observação: não tem problema pedir água ou chá.

O otoshi (conjunto de aperitivos sazonais) também faz sucesso. “Isso é comum para japoneses, mas brasileiros pedem muito, pois gostam de experimentar novos sabores”.

Sobre o público, d. Margarida logo trouxe um número: cerca de 65% dos clientes não têm ascendência japonesa. “O hábito de passar no izakaya antes de ir para casa começou agora no Brasil. Já existiam izakayas no Brasil, mas eram mais frequentados por japoneses. Os brasileiros começaram a ir ao Issa e, assim, começou a ficar conhecido”.

Entre as visitas marcantes, d. Margarida mencionou a do chef e apresentador de TV americano Anthony Bourdain. Depois dele, muitos estrangeiros começaram a ir ao Issa.

Durante a produção desta pauta, d. Margarida atendeu uma ligação para combinar filmagens para outro veículo. Assim como os clientes, as reportagens sempre voltam.

Mais sobre o Izakaya Issa